Um fim é um começo

É, acho que agora dá pra dizer que está chegando ao fim o período da minha vida que chamei de gap year.

O gap year, que também chamei de sabático que não foi sabático, para minha sorte ou azar (ainda não cheguei a uma conclusão) começou junto com essa loucura global que vem sendo a pandemia de covid-19 e apesar do nome “year”, durou quase um ano e meio.

Chego ao final dessa fase da minha vida com a sensação recompensadora de que, nos últimos 17 meses, consegui cumprir aqueles que eram meus objetivos iniciais:

  • Aprender pra caramba1;
  • Empreender uma transição de carreira para as ciências comportamentais aplicadas; e
  • Me dedicar a experiências profissionais, acadêmicas e no trabalho social (terceiro setor) dentro do meu novo campo, que fossem relevantes e criassem valor para mim e para os demais envolvidos.

Nesse período, a variedade de contextos em que me vi imersa enriqueceu pra caramba a jornada em torno do alcance desses objetivos.

Desenvolvi projetos com organizações gigantes e pequeninas, tradicionais e early-stages, estagnadas e crescendo aceleradas.

Conheci e conversei com muita gente boa. Subi minha régua, me inspirei, admirei.

Fui remunerada e trabalhei bastante de graça também (aliás, essa é a minha dica número 1 pra quem quer fazer uma transição de carreira – se oferecer para trabalhar de graça e mostrar o valor do seu trabalho).

Estudei, apliquei, errei, acertei, aprendi…

Só tenho a agradecer a tantas pessoas que me ajudaram e me apoiaram nessa jornada!

Durante o gap year, consegui ter ainda mais clareza do que quero para o meu futuro e dos caminhos que posso seguir para chegar lá.

A próxima parada 🇬🇧

Minha próxima parada será uma experiência majoritariamente acadêmica, mas com uma pegada bem aplicada.

Vou completar minha transição de carreira me graduando em Behavioural Science na The London School of Economics and Political Science (LSE), uma das melhores universidades do mundo! Que privilégio, puta que pariu (desculpa, esse gap year pandêmico me deixou mais desbocada, acho que de tanto xingar o presidente).

A cabeça tá cheia de ideias e tô muito empolgada com o que ando pensando sobre um tema específico que quero investigar a fundo. Vamos ter muito tempo para eu ir amadurecendo e contando mais por aqui!

Quero viver intensamente essa nova experiência, que vai ser também uma baita mudança na minha vida como um todo. Depois de amanhã me mudo do Brasil para a Inglaterra por cerca de um ano.

Durante o gap year, boa parte das minhas atividades envolveram questões estratégicas de negócios de empresas, por isso precisei assinar NDAs e não pude dividir muita coisa do que estava fazendo por aqui.

Agora, espero que seja um pouco diferente e eu consiga soltar minhas groselhas, experiências, pensamentos e ideias doidas por aqui sem medo de ser feliz 🙂

1 Ao mesmo tempo em que sinto que aprendi pra caramba, meus horizontes se ampliaram e a impressão de que não sei porra2 nenhuma reina poderosa. Acho que isso deve ser bom, né?

2 Desculpa de novo. Mas na moral, como é que aquele filho da mãe ainda não tomou a vacina?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s